TECPUC ganha pela segunda vez Prêmio SINEPE de Práticas Inovadoras em Educação

Entrega do Prêmio SINEPE 2017[2]

O Projeto Chega de Bullying do TECPUC foi o 2º colocado na categoria Educação Profissional no Prêmio Sinepe de Práticas Inovadoras em Educação. A solenidade de entrega foi realizada no dia 10 de novembro e mais de 70 projetos desenvolvidos nas escolas paranaenses foram avaliados por uma comissão julgadora e os três melhores colocados de cada uma das cinco categorias receberam as honras durante o evento.

Desenvolvido durante o ano letivo de 2016, o projeto surgiu a partir da iniciativa da Pastoral Juvenil Marista (PJM) que participou de uma formação específica sobre bullying com a Pastoralista Leila Cristina W. Carneiro a fim de entender o que é, quais as principais consequências e como identificar possíveis situações ou mesmo os agentes causadores. Depois disso, os alunos dos primeiros anos foram reunidos para dinâmicas interativas chamadas de “quebra-gelo” para descontrair o ambiente e tornar o bate-papo mais agradável.

Com a orientação dos jovens da PJM, o encontro abordou de maneira mais reflexiva o tema com as informações passadas na capacitação, além de momentos de partilha de experiências e percepções. Nesse segundo momento, a dinâmica foi acompanhada pela Pastoralista Leila e pela professora de sociologia, Silmara Aibes, e os casos mais delicados foram repassados para a equipe pedagógica.

Além de criar vínculos, o trabalho nos primeiros anos também favorece a retenção e protagonismo dos alunos criado um clima positivo que melhora o aproveitamento e aprendizado. “Os alunos chegam ao TECPUC advindos de outros colégios e muitas vezes sem conhecer colegas, exigindo do jovem um esforço maior nas relações interpessoais. As lacunas existentes nessas relações podem causar desconforto, por isso focamos a realização do projeto no primeiro ano”, explica o coordenador educacional do TECPUC Élcio Miguel Prus.

Em 2016, o TECPUC foi premiado na mesma categoria com o projeto Revitalize Rio Belém, desenvolvido no Ensino Médio Técnico e reúne semanalmente cerca de 20 alunos que analisam e refletem questões referentes ao meio ambiente, além de realizar ações de conscientização na região.

Pertencente também ao Grupo Marista, o Colégio Marista Paranaense recebeu a primeira colocação da categoria Ensino Infantil e Fundamental I com o projeto “A África está entre nós”. A PUCPR também foi premiada com o projeto “Inovação nos processos de ensino e aprendizagem da PUCPR”.